Loading...

27 de agosto de 2012

As Calças de Ganga Certas Para o Seu Tipo de Corpo


As calças de ganga são uma peça essencial no seu guarda-roupa. Poderá variar por um estilo mais ou menos clássico, para trabalhar ou para se descontrair, sempre vestindo uma calça jeans.
Estas devem ser confortáveis e facéis de vestir ... nada de deitar na cama para apertar o fecho ... ou andar aos saltinhos pela casa para as fazer passar pelas ancas ... :D
No entanto um par de calças de ganga perfeito e moldável ao seu corpo pode não lhe parecer fácil de encontrar, mas verá que é.
Basta conhecer o seu biótipo, nomeadamente a largura de ancas, que irá determinar qual o melhor estilo de jeans que deve comprar. Por esse motivo deixo-vos algumas sugestões para que possam escolher o mais adequado ao vosso corpo.
 
 
As Calças de Ganga Certas Para o Seu Tipo de Corpo

Corpo em Forma de Pêra

  • As mulheres que têm uma maior largura entre ancas terão de adquirir umas calças com cintura ligeiramente descaída, dois dedos abaixo do umbigo e nunca mais que isso;
  • Bolsos largos atrás farão com que as nádegas pareçam mais redondas e as ancas mais pequenas, nunca use calças sem bolsos;
  • Calças à boca-de-sino ou que caiem a direito a partir do meio da cocha, também são ideais para corpos em forma de pêra;
  • Os materiais com que as calças são feitas devem ajudar a apertar as ancas de forma uniforme em vez de as abraçar, isto para disfarçar a gordura a mais;
  • Evite pares de calças largos pois farão com que as suas nádegas pareçam maiores do que são e tenha cuidado com estampados, aplicações e efeitos de cor.

Corpo em Forma de Ampulheta

  • Use calças de cintura bem definida e estreita, assim acentuará as suas características pois você tem um corpo perfeito;
  • Calças largas devem ser evitadas porque não irão elogiar a sua figura esbelta;
  • Opte por calças de boca larga ou recta que colocarão a sua figura em evidência.

Corpo em Forma Oval

  • Calças com cintura média ajudam a dar ao seu corpo uma forma mais definida;
  • Calças escuras desbotadas ajudam a criar a ilusão de um tronco mais magro;
  • Calças com cortes longos podem levar à ilusão de um tronco mais largo;
  • Evite usar calças que sejam muito apertadas.
 

Corpo em Forma de Triângulo Invertido

  • Esta forma de corpo é mais largo de ombros, por isso é aconselhável usar calças justas ao corpo, se usar roupa justa na parte de cima;
  • Tenha atenção se estiver a usar peças de roupa mais largas no tronco, não use calças justas, pois vais parecer desproporcional;
  • Calças claras com bolsos na frente e atrás ajudarão a acentuar as suas curvas, e dar ilusão de ser mais larga em baixo.

Corpo em Forma de Rectângulo

  • A forma rectangular no corpo da mulher é a que menos curvas possui, e por isso mulheres que se encontrem neste tipo de corpo é recomendado que usem calças de corte estreito e largas no tornozelo (à boca de sino);
  • Calças justas são também uma boa opção;
  • Bolsos traseiros com abas mais saídas dão uma sensação de ter nádegas maiores;
  • Calças desbotadas na zona da anca também criam a ilusão de uma figura mais esbelta.

Cada corte de calça tem seu nome

 Tradicional ou básica: cintura no lugar, pernas de corte recto e cor índigo. Já foi chamada de five pochets (cinco bolsos), três na frente e dois atrás, uma referência à pioneira 501 americana da Levi's. Por seu corte acompanhar as linhas do corpo, costuma vestir bem a maioria das pessoas.

Semibaggy: por ter cintura no lugar, quadril largo e corte da perna ligeiramente afunilado.

Slim Fit: com cintura baixa ou no lugar, marca bem os quadris e tem as pernas justas, com corte afunilado ou recto.

Oversized ou Boyfriend (tamanho exagerado): é o jeans bem folgado. As formas amplas não favorecem as mais baixas (achatam a silhueta) nem as gordinhas (parecem ainda mais gordas). Base extra dimensionada de cintura larga, quadril desestruturado e pernas amplas. A precursora deste tipo de calça foi a actriz de Hollywood Katie Holmes.

Skinny: Modelagem bem justa, principalmente abaixo do joelho. Parecida com a Legging, porém de tecido denim com elastano (ou lycra). Reapareceu como moda de massa nos desfiles de inspiração punk da estilista inglesa Viviane Westwood e, desde então, tornou-se popular. Se usa muito também o modelo skinny em diversas cores, como vermelho, turquesa, amarelo, entre outros.

Cargo: É uma calça com modelagem utilitária. Há vários bolsos e compartimentos, sendo mais confortável também por conta de seu corte amplo.

Capri: É um tipo de calça de comprimento logo abaixo do joelho, como se fosse uma "bermuda" justinha ao corpo ou então uma calça "mais curta". Ideal para dias quentes e para quem preza pelo conforto. Contudo, as baixinhas devem fugir deste tipo de modelagem, pois encurta a silhueta.

Boca de sino: Modelagem muito usada nos anos 1970 em calças de tecido denim ou outra sarja. Possui as pernas ajustadas ao corpo e as bainhas bastante amplas.

Saruel: É a calça que possui o gancho na altura dos joelhos. Pode ter as pernas ajustadas dos joelhos para baixo ou não. Este tipo de calça foi bastante visto nos desfiles de verão e a moda perdura ... é a chamada "fralda".

Macacão: Uma das novidades fashion é o retorno do macacão jeans, que se caracteriza por ter a calça unida à parte de cima, tornando a roupa uma única peça.

Alfaiataria: É a calça jeans com inspiração na alfaiataria tradicional, ou seja, a calça apresenta bolsos metidos á frente e pregas; pode ou não ter uma lavagem mais moderna.
 

Conhece o teu corpo e escolhe a tua calça pelo nome ... ficou bem mais fácil, não? :D

 

24 de agosto de 2012

 

Sugestão para dia de chuva ... no Porto!

 

Mantem as peças básicas (calça e blazer) e combina com as cores que te apetecer.

Apesar da chuva, estamos no verão ... não deixes fugir a cor!





Com um simples vestido preto ...  

 

Um vestido curto preto é um verdadeiro clássico que todas as mulheres deveriam ter no seu guarda-fatos. O preto é uma cor que dá com qualquer peça de vestuário e acessórios, permitindo mantermo-nos sempre na tendência da moda actual.
Um vestido preto pode ser usado sozinho ou em combinação com outras coisas, oferecendo sempre um toque de elegância à mulher.
Existem diversos estilos de vestido e a sua utilização varia consoante a situação ou o momento. Assim, deixo algumas ideias que a podem ajudar a criar looks diferentes.

No seu trabalho

No local de trabalho, principalmente se a sua função envolver atendimento ao público, leve o seu vestido preto juntamente com um blazer. Faça a sua combinação tendo em conta a estação, mas, certifique-se que ambos combinam. Conjugue com calçado e acessórios. Além disso, também pode levar um pequeno cinto (fino) para criar uma silhueta mais elegante.

Em dias casuais

Nestes dias pode ficar um pouco mais à vontade, mas tem que demonstrar igualmente glamour. Desta forma, se o seu pequeno vestido preto é feito com material mais leve, então pode-lhe juntar um cachecol ou um cardigã.
A nível de calçado opte por combinar com uma sandália aberta bonita.

A magia das camadas

Caso o seu vestido já esteja muito visto, poderá dar a ilusão de que está a vestir uma roupa nova com camadas diferentes. Para concretizar isso, basta escolher um casaco de uma cor viva e utilizá-lo sobre o vestido, pode ou não colocar um cinto. Vai parecer que tem uma nova saia preta! Contudo, se o seu vestido for bem curto, poderá ainda optar por colocar uma saia por cima dele. Algo um pouco mais comprido e mais largo, dando a ideia que tem uma nova blusa preta!

Para uma noite divertida

Para sair à noite o vestido deve ser sensual. Para chamar a atenção e aproveitar a noite da melhor forma, use um cinto brilhante e pinte as suas unhas, combinando-os.



 
A tendência dos blocos de cor (color blocking)

A cor preta é uma cor neutra e, portanto, a utilização de peças de outra qualquer cor oferecem-lhe um toque elegante e suave. Mesmo que use peças brilhantes. Experimente e divirta-se  a combiná-las.

15 de agosto de 2012


DICAS PARA ESTENDER ROUPA 

Como já tinha prometido e por me ter sido tantas vezes solicitado, aqui ficam os conselhos para secar as suas roupas sem as estragar e facilitar o trabalho de passar a ferro.

  • Tenha cuidado com a limpeza do estendal e das molas, nunca deixe as molas presas no estendal e mantenha-o limpo;


  • Tem que sacudir todas as peças de roupa quando tirar da máquina, tenha cuidado ao sacudir as roupas mais delicadas para não desfazer bainhas;

  • Não deve encostar as peças no estendal para o ar circular melhor e a roupa não ficar com mau cheiro, estenda-as do lado do avesso;

  • Calças, bermudas, shorts, devem ser penduradas pela cintura por ser a parte mais grossa, deixe os fechos abertos, estique as costuras das pernas e meta a mão dentro dos bolsos para os endireitar;

  • Nas camisas, não coloque molas, pendure em cruzetas pra não deformar ou deixar aquelas marcas horríveis que não saem de jeito nenhum;estique os colarinhos e os punhos das camisas; estique a parte dos botões e das casas; aperte um botão de cima para não cair da cruzeta;

  • As blusas e malhas devem ser sacudidas com delicadeza, pois esse tipo de roupa costuma ser mais delicado. Depois repita o processo de esticar colarinhos e punhos, mantendo a delicadeza. Por fim, pendure como a camisa.

  • As T-shirts e camisolas devem ficam penduradas dobradas pelo peito, as molas ficam colocadas na cava, por baixo do braço, na costura; estique a peça para a endireitar;

  • Roupa de lycra, basta dar uma bela sacudida e umas esticadas. Se for t-shirt, pendure na cruzeta; se for calça, pendure como as jeans e se for vestido, pendure pelo meio… a lei da gravidade fará o resto;

  • Roupa de cama, banho e cozinha – são roupas basicamente quadradas que devem ser sacudidas com força, estas peças devem ficar estendidas bem esticadas mas nunca presas pelas pontas; depois de secas podem ser dobradas e guardadas. Mostro-vos como faço com as minhas toalhas, que ficam colocadas num cesto na casa de banho.


  • Cuecas e calcinhas, prender pela lateral, do lado avesso. As peúgas são esticadas e ficam presas pela ponta no sitio dos dedos;



  •  Não é para todos os casos, mas algumas peças tingidas, as vezes, desbotam no sol. Não as coloque no sol directo. Os piores casos são com as peças de malhas coloridas. Se tiver como, seque num varal à sombra ou com um ventilador;

  • Mais duas coisinhas…nunca tire roupa húmida do varal pois ficará com mau cheiro. Quando ela estiver seca, dobre e coloque no cesto para facilitar na hora de passar. 

Se gostou deste artigo, faça o seu comentário, e diga-me o que gostaria de ver publicado num próximo post! Obrigada!

 

7 de agosto de 2012

Tendências de Beleza 2012





Os lábios de duas tonalidades são uma tendência que não se pode ignorar. São fáceis de criar e lindos. Não há cá mais lábios com cores monótonas, pegue em dois batons de cor diferente e misture-as nos seus lábios.


A maquilhagem quando bem aplicada pode colocar em evidência os seus olhos, desviar a atenção de uma face com rugas ou mesmo disfarçar um nariz grande, e por aí em diante…(oh oh e eu que o diga).  Mas há que seguir uma determinada ordem aquando da sua aplicação. Por isso vou dar-lhe a conhecer qual a melhor ordem para aplicar a maquilhagem por si mesma.
Não que exista uma ordem definida, no mundo da beleza, para a aplicação da maquilhagem. Somente considero que existem determinados passos simples a considerar:

Primeiramente há que começar pela face. Uma face perfeita significa que precisará de menos maquilhagem a nível dos olhos ou mais cor nos lábios, e todas sabemos que o menos, quando toca à maquilhagem, é mais.
Depois da face há que cuidar dos olhos e por fim dos lábios.
Outro aspeto que não deve descurar é a hidratação da pele. A sua pele necessita de ser hidratada, principalmente se tiver uma pele seca, por isso recomendo uma primeira aplicação de bases cremosas e corretivos.
No verão deve aplicar um bom protetor solar (pelo menos nível 30), depois aplicar um bom hidratante. Se estiver no inverno recomendo a aplicação de um creme de bálsamo para ajudar a humedecer a pele.
Por isso, se tem uma pele seca, esta deve ser primeiro hidratada para que seja mais fácil aplicar a restante maquilhagem.

5 de agosto de 2012



Num encontro entre amigas, surge a conversa que me deu ideia para a dica do meu blog.
Cuidar das peças do seu guarda-roupa é essencial para tê-las sempre bonitas e prontas para qualquer ocasião. Um desses cuidados deve ser tomado no momento de passar a ferro. É preciso ter atenção, já que qualquer deslize pode estragar sua roupa.

Conheça os 10 erros mais comuns na hora de passar roupa

1) Passar roupa preta e de cetim sem ser do lado avesso - Se passarmos do lado certo, a roupa preta pode ficar com manchas, brilho e pelos. Já a de cetim pode ficar marcada e encher o ferro de brilho.

2) Queimar as estampas das peças – O ideal é passar as estampas também do lado avesso, pois muitas são emborrachadas e a temperatura do ferro danifica o material.

3) Fazer vinco em calças jeans - O modo de dobrar diz tudo. As peças devem ser dobradas seguindo a costura lateral das calças, desta forma, não haverá o vinco.

4) Passar a parte de fora dos colarinhos e punhos das camisas primeiro - Passando o lado de dentro primeiro, facilita que os enrugados desapareçam com mais facilidade.

5) Passar o ferro em cima dos botões das camisas - Passar o ferro diretamente sobre os botões pode fazer com que eles caiam. O correto é abrir a camisa e passar a parte dos botões pelo lado avesso da peça.

6) Não conseguir controlar a temperatura do ferro - Cada ferro tem sua indicação. É sempre importante verificarmos cada temperatura para não danificarmos as peças de diferentes tecidos.

7) Deixar o lençol de elástico amarrotado e arrastando no chão - O correto é dobrar os lençóis em quatro partes e ir passando lado por lado.

8) Passar roupas na cama, ao invés de usar a tábua - A cama não tem uma superfície dura para passar a roupa. Sendo assim, não há possibilidades de a peça ficar bem passada. Além disso, o perigo é maior, o ferro pode cair sobre a cama e queimar lençóis, edredom e colchão.

9) Passar roupa usada - A peça fica com um cheiro péssimo e ainda mais suja.

10) Sujar a roupa com o ferro - Muitas pessoas colocam mais água do que o ferro permite e, por isso, ela acaba saindo e molhando a peça.

Num próximo post, darei dicas de como estender a sua roupa, evitando danos quer com as molas quer com os raios de sol, e facilitando o acto de passar a ferro.